LEVANTAMENTO DAS PATOLOGIAS NAS PONTES DA RODOVIA GO 320, TRECHO DE IPORÁ-GO À IVOLÂNDIA-GO

Autores

  • Rogério Alves de Oliveira

Palavras-chave:

Grandes estruturas, Engenharia, Manutenção

Resumo

As estruturas de concreto armado não são imunes a exposição de agentes que causam inúmeras
patologias, como a falta de manutenção esses problemas podem evoluir e causar danos a estruturais nas
pontes de concreto armado. Desse modo o tralhado tem como objetivo fazer um levantamento das patologias
das pontes da rodovia GO 320 no trecho que liga Iporá à Ivolândia. O trecho não possui pavimentação
asfáltica, esse fator aliado a falta de manutenção, fazem com que as pontes situadas nesse trecho estejam
susceptíveis ao surgimento de patologias. Nas quatro pontes foram identificados problemas como sistema de
drenagem ineficiente, armaduras expostas, armaduras com corrosão, abrasão na base dos pilares em contato
com a água e erosão na cabeceira das pontes. Percebe-se que não existe nenhuma forma de planejamento para
manutenção e restauração das pontes estudadas, isso aliado ao fato de a rodovia GO 320 não possuir
pavimentação asfáltica demonstra falta de atenção dos órgãos competentes com o trecho analisado.

Downloads

Publicado

2020-11-30

Edição

Seção

Planejamento Regional